Representante

representantes

 f g
 Telefone:
 (64) 3621-5563

Informes

Falando Sério: 20 Dicas de Sustentabilidade na Cozinha


Aí vão as dicas:

1. Procure cozinhar com fogo baixo. Não adianta, por mais que você aumente o fogo, sua comida não vai cozinhar mais depressa, pois a água não ultrapassa 100ºC em uma panela comum. Com o fogo alto, você vai é desperdiçar gás e queimar toda a sua comida. Sempre que possivel, tampe suas panelas enquanto cozinha, assim você aproveita o calor que simplesmente se perderia no ar. 

2. Escolha eletrodomésticos de baixo consumo energético. Procure por aparelhos com o selo do Procel (no caso de nacionais) ou Energy Star (no caso de importados). Retire os aparelhos do modo “stand by” quando não estiver usando.

3. Evite o abre-fecha da geladeira. Use uma garrafa térmica com água gelada. Compre garrafas térmicas de 2 ou 5 litros, abasteça-a de água bem gelada e cubos de gelo pela manhã. Você terá água gelada até a noite.

4. Antes de cozinhar, retire da geladeira todos os ingredientes de uma só vez. Evite o abre-fecha da geladeira toda vez que seu preparo precisar de uma cebola, uma cenoura, etc.

5. Mude sua geladeira ou freezer de lugar. Ao colocá-los próximos ao fogão, eles utilizam muito mais energia para compensar o ganho de temperatura. Mantenha-os afastados pelos menos 15 cm das paredes.

6. Descongele geladeiras e freezers antigos a cada 15 ou 20 dias. O excesso de gelo reduz a circulação de ar frio no aparelho, fazendo que gaste mais energia para compensar. Se for o caso, considere trocar de aparelho. Os novos modelos consomem até metade da energia. 

7. Máquina de lavar louça é pra usar e não para enfeitar a cozinha. A máquina gasta 30 litros de água pra lavar a louça de 4 pessoas. Se você lavar na pia, gastará pelo menos 100 litros.

8. No entanto, use a máquina de lavar louça só quando estiverem cheias. Caso você realmente precise usá-las com metade da capacidade, selecione os modos de menor consumo de água. Se você usa lava-louças, não é necessário usar água quente para pratos e talheres pouco sujos. Só o detergente já resolve.

9. Nunca é demais lembrar: recicle. Recicle no trabalho e em casa. Se a sua cidade ou bairro não tem coleta seletiva, leve o lixo até um posto de coleta. Lembre-se de que o material reciclável deve ser lavado (no caso de plásticos, vidros e metais) e dobrado (papel).

10. Utilize uma sacola para as compras. Sacolinhas plásticas descartáveis são um dos grandes inimigos do meio-ambiente. Elas não apenas liberam gás carbônico e metano na atmosfera, como também poluem o solo e o mar. Quando for ao supermercado, leve uma sacola de feira ou suas próprias sacolinhas plásticas. Se não tiveres sua propria, escolha a opção da sacola de papel, que pode ser reciclada - os mercados mais conscientes ja oferecem isso.

11. Diminua a quantidade de lixo orgânico, armazenando adequadamente e reutilizando os alimentos de maneira criativa para a família não perceber de você está usando a comida de ontem de uma forma diferente. Seja criativo!

12. Use menos água quente. Aquecer água consome muita energia. Para lavar a louça ou as roupas, prefira usar água morna ou fria.

13. Aproveite os alimentos por inteiro, os miúdos e sobras de vegetais, servem para o preparo de um bom caldo base para sopas e risotos. Isso é respeito ao meio ambiente, a todo o trabalho dos produtores e a vida em geral daqueles alimentos.

14. Compre produtos da sua região. Fazendo isso, além de economizar combustível, você incentiva a agricultura local e o crescimento da sua comunidade, bairro ou cidade.

15. Compre alimentos frescos ao invés de congelados. Comida congelada além de mais cara, consome até 10 vezes mais energia para ser produzida. É uma praticidade que nem sempre vale à pena.

16. Compre orgânicos. Por enquanto, alimentos orgânicos são um pouco mais caros, pois, a demanda ainda é pequena no Brasil. Mas você sabia que, além de não usar agrotóxicos, os orgânicos respeitam os ciclos de vida de animais, insetos e ainda por cima absorvem mais gás carbônico da atmosfera que a agricultura “tradicional”? Se toda a produção de soja e milho dos EUA fosse orgânica, cerca de 240 bilhões de quilos de gás carbônico seriam removidos da atmosfera. Portanto, incentive o comércio de orgânicos para que os preços possam cair com o tempo. Além disso, os orgânicos são bem mais saborosos!

17. Frequente restaurantes naturais/orgânicos - com o aumento da consciência para a preservação ambiental, uma gama enorme de restaurantes naturais, orgânicos e vegetarianos está se espalhando pelas cidades. Ainda que você não seja vegetariano, experimente os novos sabores que essa onda verde está trazendo e assim estará incentivando o mercado de produtos orgânicos, livres de agrotóxicos e menos agressivos ao meio-ambiente. Incentive quem pratica o bem!

18. Seja consciente com o óleo de cozinha. Não jogue na pia nem nos ralos, porque você estará poluindo milhões de litros de água. Coloque em uma garrafa plástica e encaminhe aos locais de coleta. Se você tem um restaurante, por exemplo, separe um container somente para os óleos e combine com o sistema de reciclagem da sua cidade para buscá-lo. 

19. Conheça seus fornecedores. Visite periodicamente suas produções, mantenha um bom relacionamento com eles e incentive-os as boas práticas. 

20. Converse com os seus amigos e família sobre o assunto. Como eu disse acima, essas dicas de sustentabilidade não são óbvias para todo mundo. Eduque!


Fonte: http://tutugalvaobueno.blogspot.com/

logo Representante
representantes
face fanpage
fone(64) 3621-5563

localRua Geraldo Jaime, n°48, Andar 1, Sala 1
Jd. Goias, Rio Verde-Go, Cep 75903-424


emailO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.